SEM ABONO,NÃO VOLTAREMOS AS SALAS DE AULAS EM FEVEREIRO-MERECEMOS RESPEITO

Edvan Brandão foge dos professores e não rateia os R$ 64 milhões do Fundeb

O prefeito de Bacabal segue negando a prestação de contas dos recursos do FUNDEB à comunidade escolar. Receitas, despesas e pagamentos, além de conciliação bancária e extratos são obrigatórios. Os professores devem exigir a transparência na prestação de contas e denunciar a postura criminosa e a falta de diálogo do gestor. Buscar junto aos órgãos de fiscalização a garantia de um controle social efetivo na implementação do Fundeb e investigação das irregularidades

Bacabal (MA) já  foi palco de manifestação de professores e trabalhadores em educação durante as últimas semanas. O motivo é a falta de transparência e o não repasse do rateio do Fundeb de 2021 com os servidores.

.Através das redes sociais, especialmente em grupos de WhatsApp, pessoas ligadas ao prefeito estão ameaçando e intimidando os professores que “Estamos   cobrando o nosso abono, o tão sonhando abono, nós. Estamos sendo   desrespeitados e maltratados. Somos professores e queremos ser valorizados. Merecemos respeito”, afirma   uma professora .Como forma de repudiar a ação do prefeito, caso ele não apresente a prestação de contas, os professores estão planejando não retomarem as aulas no começo do mês de fevereiro, como projeta a Secretaria Municipal de Educação. “Vamos ver se vai começar mesmo em fevereiro. Porque do jeito que está, professor não pisa dentro de escola enquanto não houver uma satisfação para nós. Estamos unidos e vamos permanecer unidos ”,lema maior da classe .

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *